Piedade | Que tal Pensarmos?

Categories: Artigos

Hoje pensaremos em 1ª Timóteo 4.7-11.

 

Lá vem a piada! Este é o texto onde está a base bíblica para os sedentários: “O exercício físico é de pouco proveito; a piedade, porém, para tudo é proveitosa, porque tem promessa da vida presente e da futura.” (1 Timóteo 4.8). Brincadeiras à parte, o texto não tem nada a ver com parar com exercícios físicos, mas sobre o exercício na piedade. É sobre isso que pensaremos hoje.

 

Dentre todos os significados de piedade, o que mais se encaixa aqui é este: “Compaixão pelo sofrimento de uma outra pessoa; misericórdia”. Existe proveito no exercício físico, no estudo, na filosofia, na contemplação da criação, na composição de músicas, nas belas poesias, em uma refeição preparada com maestria, na excelência na execução de uma tarefa; claro que existe! Cuidar do corpo, da mente, é importante. Todas estas coisas têm o seu papel e a sua importância. O que o Espírito diz a Timóteo através de Paulo é que a piedade, a compaixão, a misericórdia, para tudo é proveitosa. Do que adianta esculpir um corpo magnífico se isso não se traduz em respeito ao sexo oposto? Qual a validade de um amplo conhecimento filosófico se isso não se traduz em cuidado ao falar com o próximo? De que vale conhecer o conteúdo de inúmeras bibliotecas se isso não nos faz escutar com carinho a descoberta de uma criança? Algumas vezes o nosso coração, insensato coração, transforma os meios em fins: ao invés de fazer exercícios para ter saúde, acabo com minha saúde para fazer os exercícios. Ao invés de mergulhar na filosofia para entender melhor as pessoas, agrido sem dó os outros para provar meus conceitos filosóficos. Ao invés de buscar conhecimento para obter sabedoria, encharco-me de informações inúteis apenas para menosprezar os que não sabem o que eu sei.

 

A piedade é este sentimento altruísta que quebra o egoísmo da vida, que me faz olhar para fora de mim mesmo. É o sentimento que me abre os olhos para a dor do outro, para o sofrimento do outro e para os sonhos do outro. É fácil, de certa forma, ver a dor de uma pessoa e ajudá-la, mas e enxergar os sonhos do outro e ajudá-lo a alcançar? Existem maridos que não se preocupam com os sonhos de suas esposas, mães que não se preocupam com os sonhos dos filhos, irmãos que não se preocupam com os sonhos dos irmãos. Cada um procura sua saúde, seu crescimento social, seu enriquecimento, vivendo uma vida cheia de nada.

 

“Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo, o Salvador de todos os homens, especialmente dos que crêem.” (1 Timóteo 4.10). A vida, a luta diária, só vale a pena quando as esperanças estão postas no Senhor e quando nossos olhos conseguem enxergar além da pessoa do espelho. Quando foi a última vez que você deu um presente a quem ama? Qual foi a última mensagem de carinho que enviou? Quando você desistiu de um sonho para que outra pessoa pudesse realizar o dela? Não viva a vida colocando os meios como fins; use seus esforços para abençoar outras pessoas, para aliviar a dor de outras pessoas, para realizar os sonhos de outras pessoas!

 


Você sabia que o “Que Tal Pensarmos?” virou livro? Confira em: www.ibmsj.com.br/que-tal-pensarmos-1

 

Graça e paz.

 

Compartilhe esse link:
Author: Davi Pessanha

Eu sou aquele cara... aquele mesmo. Isso! Lembrou? Não? Tá, deixa pra lá... ^_^